Porque ele deletou o Facebook

Porque ele deletou o Facebook

Recebo com um misto de surpresa e riso as perguntas sobre o porquê de meu melhor amigo ter deletado o Facebook. Fico espantada, já que a existência virtual hoje só parece poder ser dissolvida se uma tragédia, desilusão amorosa, um vídeo comprometedor tiver caído na rede ou razões do tipo. Rio quando as pessoas dizem que estão aliviadas quando respondo que nada de mal aconteceu a ele.

Eu entendo, pois quando a tristeza toma conta há caminhos comuns na web: a pessoa desabafa em rede nacional social, pode se ater a receber as condolências ou deleta o perfil para não ter que ouvir nada a respeito do que ocorreu. Eu não condeno nenhuma das posturas, só que penso também que não é nenhuma tragédia optar por viver sem Facebook, Instagram, Twitter ou qualquer outra rede.

Tenho contato diário com ele, por isso sei desde o início que só se cansou das postagens, com peso de tiro de bazuca na guerra política que temos vivido. O campo minado é motivo suficiente para sair do Facebook, beira a tragédia mesmo. Da próxima vez que me perguntarem vou até dizer que ocorreu algo muito triste mesmo e que tem acontecido comigo também: uma avalanche de comentários vazios tomou conta da timeline e sufocou meu amigo, o jeito foi correr para poder respirar.

É claro que na firma e nas esquinas ele continua a ouvir, mas pelo menos do Facebook ele pode sair e voltar quando quiser, já ir a outros lugares é quase uma obrigação.

Eu não deleto porque uso armas que a própria rede social fornece – deixo de seguir alguns, peço para não ver determinadas fotos e lanço mão de outra arma poderosa para continuar lá: ignoro, apesar de observar e ter pena. Cada um tem direito de dizer o que quiser, agora processar, concordar ou rebater é outra história. Também preciso da criação de Mark para trabalhar, de verdade. O Facebook para mim equivale à firma onde meu amigo trabalha, não toda, mas um departamento que frequento bastante. Por isso, tento fazer de lá um lugar tolerável com meu bom senso e ferramentas de limpeza que tenho. Mas que eu gostaria de ter que usá-las menos e que os internautas postassem conteúdo mais interessantes, ah, isso eu gostaria!

 

 

Written by Talita Camargos View all posts by this author →

Talita Camargos é jornalista e flerta com a literatura, procura inspiração em conversas de ônibus, flores, familiares e amigos. Idealizou o Texto do Dia e publicou nos 365 dias de 2015 neste blog como desafio pessoal.

Oi, o que achou do texto de hoje?

Você tem 7 comentários
  1. Dayana Panassi at 14:51

    Preciso dizer que adorei esse texto? Muito bom mesmo.
    Antes de ter o Blog eu pensava mil vezes em deletar minha conta, mesmo pq, se eu tinha 500 amigos, 2 ou 4 falavam comigo. Mas ai eu criei o blog, e percebi que o Facebook é uma arma poderosa em termos de Marketing e tals, e percebi que podia melhorar como pessoa, postando coisas que não irritassem os outros, e como alguém que fornecesse informação de qualidade, e ai as coisas começaram a melhorar. =D E sim, me utilizo do botão deixar de seguir e estou aprendendo a ignorar muita coisas, mas ainda assim, as vezes me assusto quando alguém fala que vai sair do face, pq eu sei que vai ficar mais difícil falar com essa pessoa, principalmente se ela mora em outro Estado e o tel é mal caro e tals. Mas não é o fim do mundo não ter uma rede social. hehehehe

    http://meninadeparis.com

    Beijos

    Dayana

    PS: Sugiro que você publique um livro de crônicas, vc escreve muito bem. =D

  2. Ana Lícia at 22:22

    Olá, Adorei o texto. Realmente é estranho quando diz que vai sair do facebook. Rs. Minha irmã saiu duas vezes por causa de namorado, por ciúmes e achei isso completamente absurdo. kk. Os motivos delas. Confesso, que não sou de postar muito sobre minha vida pessoal no face, sou chata por postar coisas relacionados a livros. Isso, eu posto demais. E o facebook virou tão parte da gente, que para alguns é difícil se vê sem ele. Eu sou uma. Uso também para divulgar minhas promoções do blog. Então, sou usuária assídua, mas infelizmente tem muita bobagem rolando na rede, e muitos amigos sem noção que não sabem filtrar o que postam. Mas é isso, vamos usar as ferramentas como você propõe. haha Beijos. Adorei. <3

  3. Cristiane at 0:37

    Olá, o texto é muito bom. E é engraçado, porque é quase impossível não se identificar com o amigo. Texto de ótima e agradável leitura, gostei muito.
    Muito criativo e com um leve toque de humor sem ser forçado, parabéns :DD
    PS: Espero ao menos um dia ter a mesma coragem do ‘amigo’.
    -Abraços ^^

  4. Caroline at 12:33

    Adorei o texto, realmente assusta se deletar o face , ja fiz isso uma vez por causa do ex que era muito ciumento , ninguém sabia o motivo e ficaram preocupados rs
    Mas tenho muita vontade de deletar e não ter voltar… maaaaaaas eu preciso do Face hahaha Pq trabalho na Internet é preciso infelizmente.

    Beijos
    http://www.todaonca.com.br

  5. Lunna Marcela at 15:45

    Olá eu já tive amigos “virtuais” que deletaram o face e simplesmente sumiram do mapa, já chorei em frente ao pc me sentindo traída e abandonada pela atitude deles,afinal eu os amava e quem eles pensavam que eram pra virar as costas e me deixar? rssr tola pretensão. Também já deletei meus perfis na rede mas sempre arrumei desculpa pra “dar apenas uma olhadinha” kkkkkkkkkk que durava sempre até o próximo surto de bicho grilo rsrs enfim realmente formamos uma comunidade e qdo algum resolve se afastar nos leva a refletir sobre a importância dela para nós de fato. bjs
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *