O dia(engraçado) de Gusttavo Lima da dupla Isaac e Isaías

O dia(engraçado) de Gusttavo Lima da dupla Isaac e Isaías

As vozes de Isaac e Isaías começaram a chegar mais longe. Para a surpresa da dupla e de toda banda, receberam propostas de dois shows no mesmo dia – um estava marcado para um arraial perto de Nova Serrana, Barreto, e o outro para Boa Vista. A alegria foi geral, desde o momento que agendaram sentiram um pouco de como é ser Gusttavo Lima, que tira de letra mais de uma apresentação no dia, pra quem já é muito comum ter a agenda lotada.

A diferença dos artistas ibitirenses e da Badia para o mineiro famoso é a estrutura. O sertanejo vai de jatinho ou em um ônibus próprio para as cidades em que têm shows, já os meninos… Ah, eles têm um carrinho com uma carreta acoplada, alegria e força de vontade de levar a música aos palcos. E naquele fim de semana a felicidade era maior ainda. Afinal, nunca haviam marcado mais de um para o mesmo dia.

Lá foram eles, primeiro para o arraial neo-serranense. Estavam alegres, contavam causos até que um barulho tirou toda a graça da banda: era a carretinha com os instrumentos que parecia ter quebrado em plena estrada de terra vermelha, sob um sol de rachar mamona.

jeguinho-e-isaias-da-dupla-isaac-e-isaias

Johnata, ex-baterista da dupla, e Isaías a espera de socorro

E o pior, estava em cima da hora. Só o Isaías sabia o local exato do show. Levou o Leo sanfoneiro, o outro cantor e voltou com o carro para tentar dar um jeito, fazer uma famosa gambiarra, na carretinha. Pegou um arrame e tentou consertá-la, porém, quebrou nos primeiros cinco metros depois da partida. Na segunda tentativa, a mesma coisa.

– É, vamos precisar de uma corda, viu? O arame quebra, não aguenta – disse Isaías para o Johnata, mais conhecido como Jeguinho.

Depois disso começaram a pedir ajuda e ninguém parava. Após muitas tentativas parou um rapaz que iria ver um jogo em Barreto. Bondoso, ele foi até Nova Serrana buscar a corda pros meninos. Esperaram o ajudante mais de uma hora, porém conseguiram partir.

Final feliz? Ainda não, pera!

A dupla tocou animada em Barreto, curtiram o momento de agenda lotada, mas sem saber se conseguiriam chegar ao outro show. O sanfoneiro, Leo, muito requisitado na região, ainda se preocupava em chegar à Martinho Campos a tempo de ir para outro show, nem participaria da apresentação de Boa Vista.

Daí, a cantoria e piadas foram silenciadas. A cada barulho suspeito o medo de a carretinha quebrar de novo. Ainda tinha o Léo, que provavelmente iria ter que perder o show em Pompéu.

E como o destino sempre dá um jeito, quando eles chegaram no trevo de Alberto Isaacson, viram o irmão do Isaías passar. Ligaram e pediram a caminhonete dele emprestada. Trocaram os carros, o Léo foi com o irmão do colega músico e chegou ao outro destino. O restante da banda de Isaac e Isaías também subiu ao palco no segundo compromisso.

Felizes finalmente? Sim, mesmo com problemas!

Passado o tempo, a dupla com a banda também se animou de logo no segundo dia do ano de 2016 ter show marcado em Capitólio, Furnas. Saíram animados com o mesmo carro e adivinha? As molas da carretinha quebraram novamente.

E agora, longe da região em que viviam? Como já sabiam que um imprevisto poderia deixá-los na estrada, saíram um dia antes. Ligaram para um amigo e fizeram até um show na estrada mesmo, taí o vídeo do episódio. Dá o play do samba da banda sertaneja!

Daqui a pouco a história desta farra no blog.

Publicado por Texto do dia em Quarta, 23 de março de 2016

 

 

Written by Talita Camargos View all posts by this author →

Talita Camargos é jornalista e flerta com a literatura, procura inspiração em conversas de ônibus, flores, familiares e amigos. Idealizou o Texto do Dia e publicou nos 365 dias de 2015 neste blog como desafio pessoal.

Oi, o que achou do texto de hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *