Casamento não planejado, mas desejado

Casamento não planejado, mas desejado

Assim como existe gravidez não planejada, existe casamento não planejado. O meu foi. As datas que eu havia imaginado lá pelos idos de 2017 – 2020 foram atropeladas pelo destino. Quando vimos já tinha acontecido. A aliança já estava na mão esquerda, as roupas no mesmo armário e a nossa existência mais entrelaçada do que nunca. Nosso endereço era um só, uma revolução aconteceu em nós no curto tempo de noivado – cinco meses, parcos, mas largos, a vida inteira mudou.

Quem recebia o convite ficava surpreso. “Não sabia que estavam noivos”. E se respondêssemos sinceramente diríamos que nem nós, de tão rápido e intenso que foi. Perguntavam se eu estava grávida, pois a justificativa mais comum para um casamento tão as pressas é uma gravidez não planejada. Mas no nosso caso, foi o casamento que de certa forma não planejamos. Eu era uma grávida de núpcias. Dessas que fica assustada quando dá por si o que aconteceu, mas que pouco tempo depois conclui que foi o melhor que o destino poderia ter reservado, um presente.

Porque existe uma grande diferença entre casamento não planejado e indesejado, bem como acontece com gravidez, um bebê que veio antes do previsto pode ser muito desejado, embora inesperado para aquele momento. Aí é hora de fazer o enxoval o mais rápido possível e cuidar dos preparativos com alegria.

O meu casamento não planejado, mas muito desejado, trouxe a calma que eu precisava junto com um empurrão do destino. Eu era do tipo que pensava em casar, mas sem muito entusiasmo. Meio que como as mulheres que desejam ter filhos, porém que às vezes adiam demais a gestação por não ter alguém ou esperar a situação ideal. Eu corria o risco de fazer isso com o casamento por causa de todos os meus planos profissionais e até mesmo pessoais.

Só que dois anos depois de ter casado sem planejar, vi que o meu casamento não atrapalhou nada. Pelo contrário, me possibilitou construir um lar da forma que eu queria e me trouxe alguém que respeita meus sonhos e meus defeitos, que são muitos. Como as mães que não planejam, mas desejam, nem que seja lá no fundo, o tempo só me mostra que foi o melhor acontecimento fora dos planos e que veio na hora certa, uma hora marcada por alguém que sabe bem mais das coisas que nós. Só cabe respeitar e cumprir nossa parte para o que já deu certo.

 

Written by Talita Camargos View all posts by this author →

Talita Camargos é jornalista e flerta com a literatura, procura inspiração em conversas de ônibus, flores, familiares e amigos. Idealizou o Texto do Dia e publicou nos 365 dias de 2015 neste blog como desafio pessoal.

Oi, o que achou do texto de hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *