Exaustão

Exaustão

O cansaço é um bichinho engraçado, né? É um mecanismo de defesa que serve pra fazer você parar, mesmo que você queira continuar. Mas e quando você nem quer continuar mais e nada faz o cansaço passar?

Eu tenho certeza de que você já se sentiu assim: chega uma hora em que você se cansa de se sentir cansado. Bom, talvez ter certeza de que já aconteceu seja exagero meu, admito. Porém, a continuar no ritmo que pedem de nós, acontecerá.

Vi um título de texto esses dias – não abri, porque não me convenceu – que demonstra bastante da cultura a que a gente tá submetido. “Rico não é quem tem dinheiro, é quem tem tempo”. Migs, pode até ser verdade, contudo que é infinitamente mais fácil ter tempo quando se tem dinheiro, ah! isso é! Não ter dinheiro, e viver com aluguel, conta d’água, luz, internet, telefone pra pagar é sinônimo de não ter tempo.

Porque, né, ainda não inventaram como plantar dinheiro, então a gente tem que usar o tempinho que tem pra “fabricar”. E é aí que começa a espiral do cansaço: você se cansa pra descansar, mas se cansa tanto, que não chega a hora de descansar.

E quando, mesmo descansando, ainda fica cansado? É esse grau de exaustão que impede o corpo até de se cansar mais porque parece que cansaço é só o que você sente.

Enfim. Geralmente eu escrevo ao menos dois mil caracteres, não é verdade? Acontece que hoje eu to tão cansado que nós vamos parar por aqui mesmo. Pouquinho menos de 1500. Foi mal, Brasil.

Written by Simião Castro View all posts by this author →

Simião é jornalista, repórter de política, escreve contos e crônicas. Também conta histórias em áudio, vídeo, o que você pedir, é produtor multimídia, saca um pouco de tudo. “Eu tento ser um jardineiro das palavras, um aventureiro das sílabas. Duvido de tudo e prefiro assim! As certezas me assustam. Quem tem certezas demais também”.

Oi, o que achou do texto de hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *